Olá a todos os Robonerds, hoje eu também estou na onda do Robocop, e iremos falar sobre as series envolvendo nosso querido policial de lata.

   As series são basicamente 4: RoboCop: The Series, RoboCop Prime Directives, RoboCop: Alpha Commando e RoboCop: Animated Series, sendo as duas primeiras uma serie com atores reais e as duas ultimas animações.


RoboCop: The Series
   Lançada em 1994 a primeira serie com esse tema se passa entre o filme original e RoboCop 2 , como  o publico alvo da atração era crianças e adolescentes o policial do futuro usa de vários “gadgets” não letais para capturar seus inimigos e graças a isso sempre eles dão um jeito de fugir e voltaram alguns episódios a frente. A serie foi filmada em Toronto no Canadá, a idéia original era trazer o elenco do filme para a serie, mas muitos não aceitaram visto que na época ir trabalhar para uma serie de TV era visto como “baixar o nível” ate mesmo Peter Weller que viveu o homem de lata no primeiro  e no segundo filme se recusou a participar da serie, outro problema encontrado foi um duelo por direitos autorais com a MGM que resultou na mudança do nome de alguns personagens.


   O episodio piloto tem aproximadamente 2 horas e é baseado em um script descartado para o que seria o Robocop 2, o plot inicial é o básico, Delta city foi construída próximo a velha e arruinada Detroid, essa ultima acabou virando uma grande “favela” abrigando todo tipo de bandido que aprontam mil e uma peripécias, e é claro que a policia não consegue prender nem um ladrão de doces e pra tudo convocam o nosso policial de metal. 

   O melhor mesmo da série é a holograma Diana Powers (Andrea Roth) que passa a ajudar o Robocop em todos os episódios. Ela era a secretária do vice-presidente, que tem o cérebro removido para ser utilizado no plano do Neurocérebro. O Robocop a salva de ser destruída por um vírus de computador e ela passa a ser o seu anjo da guarda, já que tem acesso a todas as centrais.
   
   A falta de violência e a carga ideológica que os dois filmes originais traziam resultaram em severas criticas e a acusação de infantilização do personagem o que não deixa de ser mentira visto que o foco da serie era esse publico.

RoboCop Prime Directives


   Essa serie de 2000 foi produzida em 4 episódios por uma rede de televisão canadense se passa alguns anos depois de Robocop 3, a história é até interessante e possui algumas cenas decentes, apesar do orçamento incrivelmente baixo a produção investiu pesado no design das armaduras e armas utilizadas em cena, porem por vezes a serie se torna chata fazendo co que o expectador faça força para continuar assistindo.

Sinopse:

“Robocop: Prime Directives 1 – Dark Justice”
   Estamos de volta a Delta City, a megalópole futurista gerida pela Omni Products. Alex Murphy, aliás Robocop, meio humano, meio robo, totalmente polícia, sente que os anos não perdoam. Sente-se obsoleto porque está cada vez mais fraco. Mas a Cidade Mais Segura do Planeta está à beira de mais uma explosão de violência gerada por Bone Machine.
“Robocop: Prime Directives 2 – Meltdown”
   O que resta de Alex Murphy, o seu cérebro implantado em Robocop, é atormentado pela recordação do assassínio do seu amigo John Cable. O que ele nem suspeita é que o cérebro de Cable foi também implantado num cyborg – um segundo Robocop. Como num velho western, o confronto final nas ruas é inevitável, num futurístico “duelo ao sol” nas ruas de Delta City.

“Robocop: Prime Directives 3 – Resurrection’
   Robocop Murphy e cyborg Cable estão agora escondidos nos escombros da velha Detroit, para escapar à perseguição dos Robothunters. Salvos por dois bandos de mercenários rivais, o seu destino está traçado. Robocop é reparado por um bando de dissidentes idealistas, enquanto Cyborg Cable caiu nas mãos de um cientista louco sem escrúpulos.
“Robocop: Prime Directives 4 – Crash & Burn”
   Delta City está a 24 horas de se tornar uma cidade totalmente controlada pela inteligência artificial. O super-programa SAINT é o último grito em tecnologia. Mas um vírus introduzido no sistema pelo Cyborg Cable, vai pôr em risco a vida dos habitantes de Delta City.
Peguei a sinopse da Wikipédia mesmo… Me processa .. =D                                           
Robocop: Animated Series

   Essa serie animada foi baseada no filme e lançada na década de 80. Produzida pela Marvel Produções em 1988, teve apenas 12 episódios.


  Uma curiosidade na série é a substituição de revólveres por armas lasers e uma Detroit futurista, projetando assim um cenário mais de ficção científica do que policial.

  Nesta animação o Cyborg luta (adivinhem para que?) para salvar a Velha Detroit de bandidos dos mais variados tipos, um dos aspectos legais é a luta de Murphy para recuperar pouco a pouco sua humanidade e manter sua reputação muitas vezes posta a prova pelo vilão Dr. McNamara.
A animação conta também com as velhas lições de moral típicas dos desenhos da década de 80 onde temas como preconceito, racismo e meio ambiente.
RoboCop: Alpha Commando
   Essa nova animação agora na década de 90 conseguiu se consolidar melhor que sua antecessora durando 40 episódios.
   A serie se passa em 2030 onde Robocop foi reativado depois de 5 anos para ajudar uma equipe recém formada “Equipe Alpha” contra os vilões da organização DARC uma organização terrorista, bem como outras forças tecnológicas de vilania.

   A animação apesar de ser bem produzida e tecnologicamente melhor animada é infinitamente pior a anterior tendo erros graves de continuidade, como o filho de Murphy ter 10 anos por 10 anos seguidos, e a ausência de personagens icônicos como sua parceira Anne Lewis.
   Desta lista essa é a atração que mais se distancia dos filmes em que foram baseados, incorporando gadgets bobos como patins, pára-quedas e molas para pular ao policial.

   Bom chegando ao fim dessa minha épica viagem ao mundo de Robocop, conclui Robocop bom mesmo só os dois primeiros filmes, o resto é tudo coisa feita as pressas pra ganhar dinheiro na onda do sucesso do filme, porem tem seu valor nostálgico, não é uma total perda de tempo.
Share This