Olá a todos de novo, hoje no Soneka Indica vamos falar do Livro A bussola de ouro do original “Northern Lights”, é um romance inglês de fantasia escrito por Philip Pullman, originalmente publicado em Julho de 1995, e o primeiro volume da série Fronteira do universo.


  A história é situada em um mundo aonde os seres humanos possuem manifestações físicas da alma, os daemons que possuem forma animal, e é controlado por uma instituição religiosa cristã chamada Magisterium, que oprime, condena e tenta a todo custo manter a população em um estado de ignorância. A narrativa acompanha a jornada da jovem Lyra Belacqua para o Ártico em busca de seu amigo desaparecido, Roger Parslow. O livro envolve elementos de fantasia, como feiticeiras e ursos-polares falantes, e faz alusão a uma ampla gama de idéias de campos, como a física, filosofia e teologia.



O livro gerou controvérsias justamente ao que se trata do magisterium, uma clara alusão a igreja católica que na obra de Pullman estão ligadas a experimentos cruéis com crianças, visando descobrir a natureza do pecado, além de tentativas de acobertar fatos que prejudicariam a legitimidade e o poder da Igreja.


Essa “alfinetada” gerou criticas partidas do vaticano que se pronunciou em nota através do  jornal do Vaticano disse que os espectadores honestos vão constatar que o filme é “destituído de qualquer emoção em especial, além de uma grande frieza” e que “quando o homem procura eliminar Deus de seu horizonte, tudo é reduzido e feito triste, frio e desumano”.


O livro teve uma adaptação para o cinema que não teve a mesma força dos livros pois o diretor resolveu abrandar certos temas do livro para não gerar desconforto com os religiosos, o filme foi um fracasso de público nos EUA, ele custou US$ 200 milhões e nos EUA faturou apenas US$ 90 milhões. Mesmo que no resto do mundo ele tenha arrecadado US$ 300 milhões, com esses resultados foi anunciado que os dois outros filmes da série não vão acontecer.


Bom digamos que o filme me traumatizou, apesar de contar com um elenco de peso como Nicole Kidman, Daniel Greig e Eva Green e efeitos especiais descentes o filme segundo as opiniões dos críticos e a minha também “  é dotado de um roteiro confuso que acabou enfraquecendo o filme”.


Mas como não estou aqui para julgar o filme , vamos falar do livro, esse foi um livro que eu mais gostei, empolgante de cheio de reviravoltas é só a ponta do iceberg que vem a seguir nas suas continuações, os livros A faca sutil e A luneta âmbar, e faz com que você queira devorá-los em seqüência para não perder o calor do momento, um livro para você ler quando é pré adolescente pela ação e aventura e quando se é um pouco mais velho pelo lado da critica social e religiosa.


Enfim um grande livro que não deve ser comparado de maneira alguma com o filme que foi feito as pressas para pegar o embalo que senhor dos anéis que estava em alta na época.

Até mais mulecadinha sapeca

Share This