YuYu Hakusho – Novo Mangá

YuYu Hakusho – Novo Mangá

Fala ae galera, blz?

A JBC relançou um dos meus mangás favoritos da infância, o YuYU Hakusho, só que desta vez em um formato muito melhor do que da primeira vez.

Pra quem não lembra, a JBC lançou a primeira versão em 2002, no início custavam a bagatela de R$3,50, mas não se engane, se aplicarmos a inflação de 10 anos em neste valor teremos ~R$8,83 para pouco mais de 100 páginas e papel jornal.

Desta vez temos um encadernado de qualidade com papel offset(praticamente um sulfite para os desavisados), formato 13,05cm x 20,5cm, com preço de R$14,90 para pouco mais de 200 páginas, ou seja, você está pagando o preço de quase 1 edição e levando duas.

Mas as novidades não param por ai, a capa está personalizada para esta nova edição, compare abaixo a capa original e a nova.

Capa Original YUYU Hakusho

Capa Original

Nova Capa YUYU Hakusho

Nova Capa

Como vemos, a ideia da capa é a mesma, no entanto temos um novo layout branco no fundo, que deixou mais legal na minha opinião marginalizada.

A contra capa é quase igual, mas se você perceber bem verá que Keiko está em outra posição.

Na lombada (sim o nome da lateral de produtos encadernados se chama lombada) temos as inscrições clássicas que ficam bonitas quando expomos todos volumes lado a lado.

YuYu Hakusho traz em suas falas muitos palavrões e críticas, e agora todo o texto foi revisado, infelizmente eu não possuo a edição 1 para comparar, mas assim que sair a segunda edição posto uma comparação, pois eu tenho a edição 4 original  (se alguém tiver e quiser nos ajudar me mande um tweet @hdeodato).

O tamanho é outro diferencial, antigamente os mangás eram bem pequenos, esta versão está maior, veja a foto abaixo comparando a versão japonesa, a versão nacional original e a nova versão

comparacao-largura

Comparação da largura (novo -> original Brasil -> Original Japão)

comparacao-altura

Comparação da altura (orignal Japão -> Orignal Nacional -> Nova Versão)

A foto deixa claro que a primeira tentativa de lançamento tentou imitar o que foi lançado no Japão, mas com alguns anos de experiência local o novo formato agrada muito mais.

Um ponto que sempre foi polêmica no Brasil era a questão do papel jornal, que é o mesmo utilizado no Japão. mas que no entanto não dura muito, e os colecionadores nacionais que conheço gostam que suas coisas durem para sempre, o novo modelo tem um papel bem melhor, o que impede nosso velho conhecido amarelamento das páginas.

pagina-antiga-pagina-nova

Pagina antiga e novo, preciso falar qual é qual?

papel-amarelado-novo-papel

Antigo mangá com páginas amareladas e novo mangá com o novo papel

Vale ressaltar que muitos testes foram feitos, quem não lembra do primeiro mangá do Dragon Ball que realmente era feito em um sulfite duro demais que atrapalhava a leitura e ainda se destruiu durante as viradas de páginas? Sim, não eram bons tempos.

Muito outros detalhes podem ser percebidos mas esta é uma obra mandatória em sua estante. A JBC está de parabéns por nos trazer este tipo de produto e  ainda mais com esta qualidade.

É isso, dúvidas, críticas, sugestões ou mesmo bobeiras, comenta ae ou me encontre no twitter @hdeodato

Não conheci o outro mundo por querer!” – Yusuke Urameshi

Share This