Crítica: Vingadores – A Era de Ultron

Crítica: Vingadores – A Era de Ultron

Ação atrás de ação, fotografia impecável e cenas espetaculares que cravam em nossas mentes para nunca mais sair.

Piadas e mais piadas, trechos de tirar o seu cérebro do lugar e personagens fodas.

Comecei muito rápido pra você?? Bom, me desculpe o filme é tão impactante, tão bem feito, dirigido e começou tão rápido (nem trailers teve antes) que acho que me empolguei e fiz o mesmo aqui.

Olá galera ^^ aqui é o Sorc, o representante do NDF na PRÉ-ESTRÉIA DOS AVENGERS: AGE OF ULTRON na noite de ontem (22/04), e por mais que o meu corpo inteiro esta se coçando para começar a mandar spoiler pra todo lado, PROMETO que não soltarei nenhum. Vou me segurar.

avengers-age-of-ultron

Os Vingadores: A Era de Ultron é do começo ao fim recheado por ação, mas ação muito bem feita, muito bem detalhada e que lhe toma todo o ar do seu peito desde que o primeiro pipoco rola na tela. E isso acontece nos primeiros segundas da primeira cena do filme. E Isso é fantástico!! Muita gente de sites gringos reclamaram por ser um filme muito extenso, mas ao meu ver, esses críticos não era NERDS o suficiente, porque para mim, achei que passou SUPER rápido. Se pudesse eu me deliciava com pelo menos mais uma hora de filme FÁCIL.Vingadores2Ultron

Para todo que acompanharam teasers, trailers, noticiais e coisa que vazavam na internet, sabe muito bem do que se trata a trama do filme ok?? Não há nenhum spoiler aqui, caso você tenha visto o Capitão América: O Soldado Invernal, sabe que a S.H.I.E.L.D acabou da pior forma possível e que não existem mais essa força tarefa operando no mundo, ENTÃO a primeira cena de ação do filme é exatamente mostrando e COMPROVANDO não só a eficiência dos Vingadores como o seu trabalho em equipe fortíssimo de quem vem ralando dia após dia juntos. Isso fica bem claro com a termologia usada entre eles, o modus operandi da equipe e a porrada de combos que essa galera produz por cena.

A partir deste momento existe elementos que não foi mergulhar para não acionar a minha metralhadora de spoilers muito bem municiada, mas o exaustivo trabalho deles e alguns outros detalhes, fazem o Stark levantar a ideia de levar o projeto Ultron a diante, mesmo fazendo isso nas costas do resto da equipe e com o seu parceiro Banner temendo o pior e freando o Tony o tempo todo. Como já puderam ver nos trailers, Ultron se liberta de suas ”amarras” e faz o que bem entende, o que na ótica dele é trazer paz ao mundo por meio da extinção da humanidade.

Mas que não pareça que o filme é algo ”Mercenários” aonde tem boas piadas e muita ação e fica por isso mesmo, deixo bem claro na minha avaliação o filme, que é um dos mais amarradinhos com o resto do Universo Marvel, e com toda certeza o mais empolgante, pois você devora cada cena já pensando na próxima. E não dá tempo de antever passagens ou plot twists, pois Joss Whedon já nos enxerta mais e mais coisas acontecendo e isso torna tudo tão dinâmico sem deixar de ter o peso exato que precisaria ter.

Galera, é inexplicável o que Joss Whedon tira de cada ator nesse filme, de cada cena, principalmente com a sua fotografia mais brilhante do que NUNCA!!!! Se vocês acham que aquela cena do trailer deles atacando tudo junto em uma fileira na neve é a melhor do longa, ou que talvez é a que mais se compara a todos reunidos em Nova York no primeiro filme enquanto a câmera gira em torno deles… vai por mim… existe uma mais pro final que é a coisa mais linda, mais nerd, mais frenética e mais orgástica de TODO O FILME!!

Sem deixar a peteca do spoiler cair em meu teclado e atingir cada um de vocês na fuça, peço licença para ao menos comentar sobre o que achei de cada personagem do filme. Porque neste quesito o filme está mais do que bem trabalhado. Alguns podem reclamar que o seu ”personagem favorito” foi pouco valorizado, ou que merecia mais cenas e todas essas fanboyzisses, mas não, achei o ”time” perfeito pra cada um deles.

Vingadores4

Vamos começar pelo óbvio, TONY STARK, achei ele mais do que ”precioso” para todo o filme acontecer, porém ele não fica só no ”fiz merda e vou concertar” ele vai além e continua se mostrando um personagem controverso dentro do time mas com ideais fortes e precisos que somado a sua inteligência e facetas, consegue ser incrível sem perder o humor (o cara continua hilário, mas notarão uma certa seriedade por parte dele após os eventos dos últimos filmes, o que mostra e prova a evolução do personagem).

STEVE ROGERS, na minha opinião, é o coração da equipe mais do que nunca. Possuí cenas incríveis, tanto em falas, atuação e principalmente na porradaria franca, o cara tá batendo MUITO nesse filme mas MUITO, de longe o que mais bate no filme todo.

BRUCE BANNER, vocês já sabem o que o Hulk é capaz de fazer, não sabem?? Pois bem, o mundo conhece a sua força neste filme… *¬*

THOR, muito mas muito melhor utilizado do que o primeiro filme, com um valor muito maior, sendo o cara mais forte da equipe (até rolar o Código Verde), combando o tempo todo com os demais Vingadores e com cenas do uso TOTAL do seu poder, que chega tremer a sua poltrona no cinema.

NATASHA ROMANOFF, incrivelmente linda neste filme, teve uma de suas melhores atuações no Universo Marvel. Gostei demais de como desenvolveram e aprofundaram o seu personagem e como o novo uniforme ela a deixa mais… foda na treta xD~. Alguns se perguntam se vai rolar o ”romance” com o Banner graças aos vídeos que caíram na internet mas não vou responder vocês aqui, além de… ”será interessante meus jovens, muito interessante”.

CLINT BARTON, com toda a certa o personagem mais bem explorado do filme. Alguns diziam que ele era o bosta da equipe no outro filme (mesmo Loki chamando apenas ELE pro seu grupo e o obrigando e conseguindo a destruir o Porta Aviões inteiro da S.H.I.E.L.D e separando os Avengers praticamente SOZINHO, mas ok), porém todos irão ver como ele é foda e com toda a certeza, o mais corajoso da equipe. É um cara e tanto.

OBS: a fala mais engraçada do filme é dele, pqp como o cinema veio a baixo com o que ele disse HAHAHAHAHA!!!!

IRMÃOS MAXIMOFF, o que esperar deles?? Como posso responder sem dar spoiler… eu fui com a minha cabeça bem aberta para eles e funcionou MUITO bem, a linda irmão Olsen (sim ela é a caçula das gêmeas ”Sessão da Tarde” que você tanto assistiu) rouba a cena em algumas oportunidades, com o seu poder muito bem definido e expressões diria até: ”fantasmagóricas” ficou FODA!! Pietro é mais difícil pra galera dizer, pois vão comparar muito ele ao da Fox. Mas na minha opinião não existe comparação, 10 a 0 pra esse da Marvel. Veloz, poderoso e ”humano”. Vocês vão aprender a amá-los.

VISÃO, deixei a chave secreta do filme pra ser o último Vingador. O Andróide Visão é incrível, surpreendente, forte bagarai e com toda certeza é o motivo maior de folar o próximo filme (me refiro ao Avengers 3 e não ao Guerra Civil), sério!!!! Não tem um que não irá gostar dele.

ULTRON, é um personagem e tanto. Confesso que achava que ele seria um vilão meio bosta, mas ele calou a minha boca. Tem uma personalidade que já ”gostamos” mas com outras tendências bem questionáveis mas ainda sim, bem direcionadas. Não é o cara ”sombrio” que o trailer nos fez crer que fosse, mas não é o menino bonzinho. Ele é ”interessante” e na minha opinião, um vilão muito mais AVENGERS do que foi o Loki (na minha opinião).

Quanto a outros personagens, que na internet não paravam de falar ”vai ter uma porrada” de personagens e talz, eu não posso dizer pra não estragar uma das melhores sequências do filme, mas um deles se destaca muito, é um personagem a parte, o cara está IMPECÁVEL neste filme. Impecável. Já você que tem a esperança absurda pela aparição de Pantera Negra e principalmente do Homem Aranha… não vou falar nada, fica ai o mistério ^^

Mas que uma coisa fique clara, está TUDO engatilhado para o Civil Wars (Capitão América 3), e que este filme será um rebosteio imenso no Universo Marvel, começando pelo final deste filme, que é IMPRESSIONANTE e um tanto CHOCANTE, pois a formação dos Vingadores mudará!!!! Sim e é no plural (que saíram e entraram). Mas ó, vou ficar quieto e parar por aqui antes que saia algo =x

Então se preparem para o melhor filme NERD da suas vidas!!!! Pois o Joss Whedon está para quadrinhos como Peter Jackson está para Terra Média, ok?? Vão seguros de que será um filmaço, não esperem por nada muito sombrio ou engraçaralho ao extremo, ao meu ver está tudo na medida certa. E aguardem ansiosos, encham seus pulmões e gritem, batam palma quando verem o ”Projeto Verônica” em ação, pq na minha opinião ele foi mais foda que o ”Projeto Ultron”.

Avengers_Age_of_Ultron_68694

OS VINGADORES – A ERA DE ULTRON
Duração: Mais ou menos 2 horas e 20 minutos
Marvel Estúdios
Direção e Roteiro: Joss Whedon
Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Scarlett Johansson, Chris Hemsworth, Jeremy Renner, Mark Ruffalo, Samuel L. Jackson, Cobie Smulders, Aaron Taylor-Johnson, Elizabeth Olsen, James Spader, Paul Bettany e Don Cheadle.

  • Guest

    Não é fácil chegar e dizer para milhares que vão ler isso: “Não gostei do filme do ano”. Até porque é o espirito do blockbuster, em 90% dos casos, ninguém quer levar um filme assim a sério ou realmente analisa-lo, só quer assistir e rir com os amigos. Ah, mas o que você propõe no texto? Uma crítica? Não, não sou crítico, aqui vou ser apenas alguém que lê Marvel desde primeiro quadrinho que chegou sua mão até os dias de hoje. Só vou tentar, como diz meu nome, ser realista.
    Primeiramente, acho que boa parte dos fãs do primeiro vai comemorar: o filme não é “dark” como dizem, nem o Ultron é o “Ultron da Zueira”, pelo contrário, tem até vislumbres eruditos, onde cita Shakespeare ou Nietszche. Visualmente amedrontador, o problema é justamente a maneira um tanto forçada no roteiro que as coisas ocorrem, fazendo com que o filme anterior seja um modelo que eles não conseguiram alcançar. Ao contrário de Loki, que possuía uma vingança por motivos emocionais contra Thor, fazendo seu complexo de deus (mas não era um deus? Formigas tem que ter problemas com as botas?), Ultron é algo superficial desde sua criação. O longa metragem dedica algo em torno de dez minutos de discursão entre Stark e Banner, no qual Stark ansiava por fazer uma linha de defesa contra um próximo ataque. O problema são as contradições já existentes em um universo que se destaca pela interligação: Se não havia muito tempo para desenvolver crivelmente o porquê da existência de Ultron, que o fizesse em uma parte do Homem de Ferro 3, mas segundo esse referido Stark destrói todas as suas armaduras, então, cabe ao telespectador desligar o cérebro sobre Stark explodir todas as suas armaduras para depois pensar em criar uma inteligência artificial que mantenha a paz. Mas antes de pensar nisso, seremos brindados com uma sequencia de porrada cujo único intuito é criar uma origem qualquer para os filhos do Magneto, que agora são apenas “alterados biologicamente”, cuja origem faz até o próprio Ultron quase dormir, é sério, note a cena. O mais divertido mesmo é ver quem falou mal da Fox pelo Mercúrio que ela utilizou no ultimo filme do X-Men, ver que o Estúdio que ele tanto defendeu fez o Mércurio ser o maior bucha do time, assim liberando a barra do Gavião-Arqueiro, agora realmente participante no filme, assumindo até mesmo uma postura de liderança maior que o Capitão. No começo do filme, existia um lindo gancho para Ultron seguir, que seria a real repulsa que as pessoas sentiam em relação as unidades de paz, com elas voltando machucadas para casa, uma cena bem X-men, mas que não serviu a muitos propósitos, já que Ultron decidi destruir tudo sem mais nem menos: nasci > Odeio Stark > Vou destruir a raça humana. Ainda há pequenas pitadas de Weldon, querendo justificar que Ultron se sinta como uma marionete cujo único propósito é cumprir algum entretenimento para seus mestres para ser descartado, Weldon tenta em alguns instantes dar uma seriedade, realmente o entendo, e acho que ele não consegue mesmo é pela pressão gananciosa que os produtores devem exercer sobre ele “Não quero drama, só coloque Wakanda ai”, “Invente um jeito do Ulisses Klaw aparecer”, “coloque o Visão, Máquina de Combate, Feiticeira Escarlate, Mércurio, Nick Fury!!!”…
    E pensar que ainda tinha gente querendo que o Aranha aparecesse, não sei aonde, mas tudo bem. A ação continua, embora ela não emocione como partes do primeiro filme, pela formula já ter se repetido muito, ou mesmo por eles terem uma “batalha épica” a cada vinte minutos em um filme com quase 3 horas. As piadinhas, ponto forte do Weldon em criar situações cotidianas engraçadas envolvendo superseres, como “explicações físicas para se erguer Mjornir” continuam, o que me desagrada, ainda mais do que no primeiro, é que quase nada é levado a sério, fazendo até mesmo o esperado “duelo de titãs” em devidos momentos, mais parecer uma luta do Máskara contra algum vilão, do que algo do porte de Hulk Contra o Mundo. Apenas ria enquanto vê piadas com boa parte das sagas e arcos que já leu, simples assim, eu não consegui, mas provavelmente você vai conseguir, e esforçando-se ainda mais, vai ignorar o romance forçado entre o Banner e a Natasha, cuja única função é o adestramento do Hulk. Viu isso General Ross? Todo esse tempo botando a Betty, jogando o Abominável ou virando Hulk Vermelho… Tudo que precisava era jogar nas mãos da domadora russa, com ela, um simples toque faz a fera virar o príncipe. Muito boa, flecha de adamantium (ou mesmo vibranium) com antídoto pra quê, certo? Ainda temos o Capitão, agora evoluído em questão de golpes e importância na equipe, uniforme melhor e… Quase sem máscara o filme todo? Ah, vamos falar disso depois, o que importa é que dessa vez ele vai para um mano a mano com o vilão, ao estilo que foi com o Loki, em uma cena que lembrou a do trem de Homem-Aranha 2, ambas são muito boas. Capitão também tá com menos cara de paspalho, além de que não tá mais como um enfeite para piadinhas “eu entendi a referência”, Capitão América agora forma combos alucinantes com o Thor no melhor estilo beat up, parece até o game “Marvel Ultimate Alliance”. Ah, o Borgo tinha razão: “Thor está hilário”, com esse personagem eu nem fico mais zangado, sempre foi isso, não vai além disso, e como eu disse, agora pelo menos faz combos com o Capitas, o resto os efeitos especiais preenchem. Viúva Negra ganha certa “profundidade”, estaria a Marvel Studius pensando em fazer um filme sobre o passado negro da espiã em um filme sobre espionagem e sacrifícios? Ou um filme com lutas sérias e sangrentas do Hulk se tornando gladiador? São retóricas, por favor. Em resumo, a Marvel prometeu ousar, porém tudo que entregou foi um filme quase idêntico ao primeiro, só que com toques de “Soldado invernal”, ela fica indecisa entre entregar um stand up como o primeiro filme, ou sequências de ação ao estilo James Bond que foi Soldado Invernal, ao tempo que vai comprimindo o maior número de personagens para te dar a falsa sensação de que ela vai conseguir em próximos filmes reunir efetivamente centenas de personagens como ela faz nas mega sagas. Só gostaria de constar, que ao contrário de muitos que subjugaram a saga escrita pelo Bendis que dá subtítulo ao filme, eu achei ela bem inventiva e levantadora de bons dilemas morais, além de fugir de uma batalha final de frente ao inimigo envolvendo splash pages. É uma das ironias da vida, o mesmo sujeito que vai pagar de intelectual dizendo que depois de “Guerra Cívil” a Marvel não lançou mais nenhuma mega saga que preste (??!!!) é o primeiro a sair “extasiado” perante a experiência de “ver seus heróis na telona” porque “Não há época melhor para ser nerd” e “os maiores inimigos da Marvel são a Sony e a Fox”. Outra ironia da vida, para finalizar esse texto que vai levar 50 pedras nos comentários: O mesmo sujeito que diz que em Homem de Aço o Super-Homem é um inconsequente destruindo a cidade em uma luta, será o primeiro a aplaudir sequências de luta entre o Ultron e o Capitas dentro de um trem cheio de pessoas, ou mesmo o Homem de Ferro e o Hulk lutando no meio da feira ao melhor estilo The Kings of Fighters. Agora é só a gente esperar o próximo filme baseado em HQ que não seja da Marvel Studius para a gente o descrever como “pretensioso” ao tempo que entrega os preciosos 2 BI em arrecadação para Vingadores. Divirtam-se.

    • Guest

      Sua crítica foi a melhor de todas

  • Guest
    • Clemilda -Talco no salão

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Clemilda -Talco no salão

    Esse filme é uma merda, na moral

    • Guest

      É uma BOMBA DE MERDA

  • Guest

    Avengers, era de Brainiac. UMA BOMBA! Igual Homem de Ferro 3 e Batman TDKR: passou o hype, vão ver a merda que é. Uma história tão idiota e um vilão com uma motivação tão babaca, que você para de prestar a atenção ao que está acontecendo depois de poucos minutos. “Aiii, tem de fazer a humanidade evoluir e eu vou fazer o Visão e depois matar todos”. Por que ele chegou à essa conclusão? Sei lá… não estava mais ligando. E ainda cria uma cópia do Ajax, que já é um personagem idiota. As piadinhas de quinta série estão lá e são usadas para distrair o povo do quão idiota é a história. A única que achei engraçada é a da pilha de madeira, que foi até que divertida. Tem uma festa idiota com um concurso para levantar a marreta do Thor, dá a patinha Hulk, coreana que quer dar para o Thor, o qual, graças a Deus, parou de ser um palhaço tão grande. Ahh sim, todos os Vingadores matam seres humanos na primeira cena do filme, cuja cg é uma bela bosta. O Homem de Ferro atira o Hulk para cima de pessoas, mas “aiii, ele segura o elevador” e depois dá uma bica no bicho o mandando na cabeça da galera. (mas óbvio, só o Superman não pode fazer isso) E aquela cidade voadora, sei lá o que.. que babaquice. E não me perguntem por detalhes… eu simplesmente desliguei a mente para ver essa coisa. Não é ruim de tudo. Acho que fica ao nível de Cap. América 1. Dá para assistir, mas não vale 1/5 do hype que está tendo. Fora que tem fanservices só para a nerdalhada falar NOOSSAAAAAAA!!! Assim se esquece que a história é um lixo… .O bagulho é tão bosta que você nem liga para os diálogos Foi feito para vender bonecos só isso. Falou aos hypezentos!!!!

    • Guest

      o superman não agiu como herói porque ele não é um herói, niguem o filme inteiro chama ele de superman, nem o titulo é superman, a Lois é cortada quando vai falar superman, ele não tem experiencia nenhuma, ele tentou e deu o maximo dele e ponto, quem esperou ver o escoteiro boring se fudeu…

  • Guest

    Assistam a MoS, Batman TDKR, Vingadores 1 e 2

    Disney: estendem para 2 horas o conteúdo o suficiente para encher um curta metragem de 40 minutos. Por isso precisam encher os filmes com piada e fanservice, para compensar um fiapo de história.

    Warner: tenta comprimir num filme de 2 horas conteúdo o suficiente (trama e subtramas) o suficiente para encher 2 filmes de 2 horas. Aí fica tudo meio corrido.

    Percebam isso

  • Guest

    Na moral

    Essa crítica só ficou lambendo o fime, sem apontar pontos positivos o negativos

    Ruim

  • Herbert Elizondo

    A história, de forma sucinta e sem spoilers se resume a criação de Ultron por Tony Pinga e Bruce Banner como parte de um programa de defesa global. Acontece que o tal programa torna se consciente, surtado / psicopata e percebe que o mundo só estará a salvo com os vingadores fora da jogada (e depois ele tem o maravilhoso insight de matar toda a humanidade, enfim…). Isso é pretexto para mais de duas horas de ação quase ininterrupta. E põe ação nisso.

    Tudo nesse filme é superlativo ao extremo. Quando temos ação, temos até enjoar. Piadas? Sim, claro, muitas. Diálogos que se estendem mais que o necessário? Porque não? Mas estou divagando.

    A história é rasa e um mero pretexto para colocar tudo explodindo o tempo todo, perseguições alucinantes, pega pra capar e ação nível Michael Bay. Tudo parece ser corrido demais e muito dos fatores importantes ou que foram vendidos como cruciais para a história são bem jogados, começando pelos gêmeos que não fazem a menor diferença para o desenrolar da trama, caso fossem tirados da mesma.

    O Visão é bacana e a forma como ele é inserido na história também, mas acabou ficando meio vago no contexto. Há sim cenas muito boas envolvendo o androide, entretanto, em determinado momento, faz algo com uma certa relevância, some do filme e só volta aos 45 do segundo tempo.

    Ultron já é um caso a parte. Diferente do filme anterior onde temos Loki e um exército de aliens genéricos, o robô psicopata é um ótimo antagonista para a equipe. James Spader manda muitíssimo bem com o robô com lampejos de humanidade distorcida. Ainda que ele siga pelo lado humorístico da força, por conta de seu “pai” Tony Pinga, há vários momentos arrepiantes dele em cena.

    O restante do elenco principal está Ok. Todos confortáveis reprisando seus papéis e fazendo aquilo que já conhecemos. A dinâmica deles como equipe melhorou consideravelmente e vê-los agindo como tal é ainda melhor. A cena inicial com a invasão à fortaleza do Barão Strucker é, fácil, o ponto alto do filme.

    A tensão entre Capitas Evans e Tony Downey Jr é desenvolvida de forma satisfatória e deixa a semente plantada para Guerra Civil. A lindíssima Scarlett tem mais relevância na história, principalmente no contexto envolvendo o Hulk, Thor continua sendo o Thor de sempre e o Gavião ganha mais tempo em cena, conteúdo e mais diálogos. Elisabeth Olsen é linda e correta como Wanda, mas é mal desenvolvida assim como seus poderes. O irmão kick ass dela é irrelevante de um modo geral e apresenta uma atual insignificante.

    Paulo Betânia é um ótimo ator e faz um Visão correto, ainda que não apareça muito. O restante do elenco de coadjuvantes faz o arroz com feijão, nada digno de destaque.

    Visualmente temos o cuidado e esmero das outras produções Marvel Disney. As cenas de lutas são claras e, ainda que quase sempre há muito na tela e tudo muito rápido, é possível entender quem esta fazendo o que e onde. Assim como a parte sonora do filme, nada a se reclamar.

    E finalmente, entre mortos e feridos? É um filme Ok. Não fez jus ao hype, tem um roteiro fraco e raso, opta pelas saídas mais fáceis (até bobas) e é extremamente exagerado. Entretanto, tem um vilão consistente (ainda que burro) interpretado por um ótimo ator, possui alguns elementos que vão molhar as cuecas dos nerds bazzinga e é o divertido padrão Marvel de sempre. Ou seja, no geral, Ok.

  • Clemilda -Talco no salão

    O pior desse filme é a tal “ameaça” trazida pelo tal Ultron

    A merda dos robôs que ele faz são destruídos com uma porrada. Parece jogo de Nintendinho tipo Vigilante.

    Até as flechas do Arqueiro Verde Roxo destrõem essas bostas de robôs de primeira.

    E que merda de “Era de Ultron” que só durou um dia.

    Mas o pior é a coreana de Tóquio lá que ficava “aiii quero dar para o Thor, experimentar aquela jomba rosada dele”
    VTNC

  • Lorenzo Lamas Loucão

    Olha, o filme não é ruim nem bom.

    É assistível e tem aquela cena de treta entre Hulk e HdF onde morreram umas 500 pessoas que é bem legal

    A cena final lá onde eles lutam contra os robôs do Ultron eu achei uma merda. As merdas dos robôs quebravam com um peido, pareciam feitos de isopor. Até o Chapolim com diarréia bateria naquelas merdas

  • Marcelo Deodoro

    Que crítica horrível, mal escrito e só tem lambeção de saco pra um filme que nem tudo isso foi. Foi um filme okay e puramente fan service e só.

    PS : deem uma revisada na ortografia.

Share This