[Update Filmes] Homem-Aranha finalmente nos filmes do universo Marvel

[Update Filmes] Homem-Aranha finalmente nos filmes do universo Marvel

Spider-Man_2_-_bigParece que oque todos queriam aconteceu, finalmente o cabeça de teia irá estrelar filmes dentro do universo Marvel dos cinemas, porem os direitos do Homem-Aranha não passaram para o Marvel/Disney a sony continuará com poderes sobre tudo ao que se refere o nosso herói.

Depois de meses de negociações e um fracasso de bilheteria com o reboot na serie de filmes  a sony não viu pra onde correr e aceitou a proposta da Marvel e juntar o cabeça de teia ao universo cinematográfico de seus criadores. O divulgado ate agora é que o Spider irá fazer uma ponta em um dos filmes da Marvel  e após isso em 28 de Julho de 2017 ele ganhará um filme solo.

Os detalhes do acordo não foram revelados, mas ao que sabemos Andrew Garfield esta fora do acordo , isso mesmo ,  teremos um Terceiro Aranha nos cinema. Mas a escalação do novo ator não deve demorar muito visto que o cabeça de teia irá aparecer em um filme próximo ainda não divulgado.

AMAZING-SPIDER-MAN-12

E fica a pergunta será que o Aranha irá aparecer no guerra civil ? Nós do NDF esperamos que sim e você? 

 

Fonte: marvel.com

Quadrinhos – Mulher Maravilha de Brian Azzarello. Por Leo Vel

Quadrinhos – Mulher Maravilha de Brian Azzarello. Por Leo Vel

Mulher Maravilha de Brian Azzarello.

 

Falemos a verdade: até hoje a MM era vista apenas como uma versão do Superman com uma calcinha de estrelas atochada na bunda. Apesar de ser o ícone feminino nas Hqs, ela nunca, nunca foi levada a sério ou amplamente divulgada pela DC (mas se parar para pensar, até um tempinho atrás os únicos personagens que pareciam existir para os editores da DC e chefões da Warner eram Superman e Batman). Óbvio, qualquer um conhece a personagem, quase tanto quanto Batman e Superman, e em toda festa a fantasia tem uma mina (ou um cara gordo e peludo) vestida de MM, mas a única coisa que as pessoas devem conhecer da amazona é aquele seriado antigo em que ela se transformava dando voltinhas ou por conta da Liga da Justiça dos Trapalhões, a qual também contava com Homem Aranha, Thor e Homem Invisível (também tinha a Nega Maravailha, que nada mais era do que o Mussum vestido de MM).

nega_maravilha

O fato de vestir uma calcinha cheia de estrelas, usar como arma um laço e ter um uniforme com umas quatro ou cinco cores diferentes não ajudava. Mas eis que a DC resolve dar um reboot no seu universo e, entre revistas escrotas como a do Superman e coisas fodas como Monstro do Pântano, Homem Animal, Disque H e Arqueiro Verde do Lemire, a dupla Azzarello (da foda  100 Balas) e Chiang consegue fazer a melhor revista de super heróis que eu já li na vida. Sem exagero, nem revistas como Superman Red Son, Batman TDKR, Hulk futuro imperfeito, Demolidor: a Queda de Murdock e A Piada Mortal conseguem ser tão boas na minha humilde opinião. Eu simplesmente não conseguia esperar até o próximo mês para ler a próxima edição. Eu nunca, nunca gostei muito de revistas de super heróis na verdade, a não ser histórias fechadas, com uma ou no máximo umas 6 edições, as quais, geralmente, se passam em universos paralelos. Mas essa MM conseguiu me segurar por 35 longos meses. Todavia, infelizmente, tudo o que é bom tem um fim e os dois caras abandonaram o barco e a nova dupla que assumiu já começou cagando na personagem. Todavia, entretanto, contudo, penso que foi bom. Eles tinham uma história na cabeça e conseguiram contá-la. Agora é esperar a Panini lançar em encadernados fechados.

Para começar, a personagem finalmente ganhou um uniforme bonito. Eu prefiro a versão de calças compridas, mas o que seriam dos pobres nerds bronheiros sem uma calcinha atochada na retaguarda


wwv2_cv1

Segundo: finalmente descobriram que a personagem tem um background próprio, ligado à religião do mundo Helênico. Não precisa se escorar em Batman e Superman, não precisa tirar a sua força de outros personagens. Ela é a representante do feminismo nos quadrinhos tradicionais e deve se sustentar por si mesma. No mundo DC antes do reboot ela

passou de justiceira urbana à estilista porque geral simplesmente não sabia o que fazer com a personagem. Mas está aí: era só colocá-la em seu próprio mundo. Azzarello não apenas ligou-a a suas origens gregas, mas cercou-a de personagens muito bem trabalhados. Deu personalidades muito boas aos deuses e semi deuses.Antes, o único deus helênico que tinha algum destaque na DC era o Ares – tendo inclusive versões no desenho da Liga da Justiça e no jogo Injustice. Agora, além de Ares, que tem uma personalidade muito mais interessante do que o Ares antes do reboot, praticamente todos os outros deuses principais do panteão grego recebem um tratamento digno. O vilão inclusive é o deus Apolo, o qual quer tomar o poder no Olimpo aproveitando que Zeus escafedeu-se como o próprio Deus cristão em Preacher. É claro que há adaptações e as pesonalidades dos deuses não são como na Ilíada ou na Odisséia e o próprio monte Olimpo num momento se torna um prédio de luxo no meio de uma cidade grande (eu achei genial), mas isso é o de menos.

A história começa com o sumiço de Zeus, que cansou daquela porra toda porque já estava velho e o pinto não subia mais. Como todos sabem, o deus curtia umas lapadas nas rachadas mais do que sorvete e por isso tem vários filhos com mulheres mortais. Uma dessas mortais é Zola, cujo bebê está destinado a sentar o rabo no trono do papai. Por conta disso, começa uma quizumba no meio divino para ver quem consegue matar a criança para tomar o lugar de Zeus para si. Eis que surge um tal de Primogênito, o primeiro filho de Zeus e Hera, o qual, segundo a profecia, arrebentaria o rabo do pai, mataria todos os irmãos e tomaria a boca do morro do Olimpo.  Para evitar isso, Zeus o abandona. O cara cresce todo revoltadinho e resolve que será o rei dos deuses custe o que custar. Ele, como os outros filhos de Zeus, também passa a perseguir Zola e seu bebê, que são protegidos pela Mulher Maravilha – a qual não gosta muito desse nome preferindo ser chamada de Diana. O que esse bebê de Zola revela-se ser no final da saga é muito louco, mas não vou dar spoilers.

Skylanders-Top2

Enfim, essa é uma revista foda, com uma história foda, com personagens fodas, com um final foda, com vilões fodas. E se você prefere ler as bostas das novas revistas do Batman ou dos X-Men em vez dessa só porque tem preconceito em relação à personagem, então só lamento.  São 35 edições que merecem sair em encadernados para se ter na prateleira.

E só um adendo: além dessa revista, há um desenho da Mulher Maravilha feito em 2009 que também é muito, muito bom. O único porém é que ela usa o antigo e merdoso uniforme. Mas merece ser assistido

News – Angela Assassina de Asgard

News – Angela Assassina de Asgard

A Marvel Comics liberou uma prévia de ANGELA: ASGARD’S ASSASSIN #1, a personagem entrou oficialmente para o universo Marvel logo após os eventos de A Era de Ultron, e recentemente na saga Pecado Original, foi revelado que sua origem era Asgardiana e que além disso era filha de Odin, ou seja Irmã de Thor e Loki. O.O

Confira a prévia na Galeria


News –  Universo Ultimate encontra seu Fim (denovo…)

News – Universo Ultimate encontra seu Fim (denovo…)

A Marvel mais uma vez está esculhambando as idéias de seus leitores, se já não bastasse toda a balburdia envolvendo o universo 616, agora sobrou pro universo Ultimate.

Com  a misterios premissa de The End, no teaser, podemos ver heróis e vilões desse universo, surpresos com algo que pode ferrar com todos. Lembrando que o universo Ultimate ja passou pelo Ultimatu, Ultimate Destruição e Cataclisma, ambas séries envolvendo a destruição total desse Universo, mas com certeza é algo a ver com a mega saga Secret War.

confira o teaser abaixo:

Ultimate-Universe-The-End-2015-teaser-069af

 

Graphic MSP – Bidu Caminhos

Graphic MSP – Bidu Caminhos

Capa alternativa. não utilizada

Capa alternativa. não utilizada

A série Graphic MSP já conquistou todo mundo, as histórias são uma reinvenção dos personagens de forma muito criativa e feitas por artistas nacionais.

Para iniciar o novo ciclo de publicações foi lançado Bidu Caminhos, que é a quinta edição do selo e conta com Eduardo Damasceno e Luis Felipe Garrocho, autores dos webcomics publicados no site Quadrinhos Raros.

Bidu Caminhos reconta a história, como é de se imaginar, de Bidu, um simpático cachorrinho azul que vive nas ruas e passa por poucas e boas até o dia que encontrará seu futuro dono, Franjinha (isso não é spoiler, se você nunca leu Turma da Mônica, pelo amor né…).

Com um traço primoroso, e fazendo uso das palavras do Serafa, “Fofinho”, a história mostra como é difícil a vida de um cão de rua e que em muitos casos os cães estão apenas perdidos.

Um dos grandes desafios superados com louvor pelos artistas foi transmitir os sentimentos dos cães usando as onomatopeias e apenas desenhos, no final o leitor está lendo as falas dos cachorros sem nem mesmo existirem falas.

O conteúdo em si é lido muito rápido, mas a arte precisa de admirada por muito tempo, pois os detalhes do cenário e dos personagens são muito bons, a melhor cena, que eu não vou contar o que se passa, é uma toda em tons de cinza e toma duas páginas, com destaque para o pequeno cão azul em contraste.

Este encadernado, assim como os outros da série, precisa estar na sua estante.

Grande abraço!

quadro da história

quadro da história