Quadrinhos do Fundão – 321 Fast Comics

Quadrinhos do Fundão – 321 Fast Comics

E ae galera, tudo certinho?

Na nossa última visita a Fest Comix 2014 conhcemos o autor de Lost Kids, Felipe Cagno, e descobrimos que ele está lançando um novo projeto no Catarse (Catarse sou seu fã S2) chamando 321 Fast Comics (FAST com “a”, não com “e”) e como todos sabem somos grande apoiadores dos projetos nacionais, veja abaixo tudo o que você precisa saber sobre o projeto e ajudem os caras também para que mais esse projeto se torne realidade.

“Apostando mais uma vez no financiamento coletivo, o editor e roteirista Felipe Cagno reúne artistas consagrados para coletânea de curtas histórias em quadrinhos. “

321: Fast Comics é um livro em quadrinhos com curtas histórias no formato “3-2-1” onde todas elas precisam ter exatas três páginas, dois personagens principais e um final surpreendente. O formato serve para ser um desafio à todos os envolvidos e promete grandes histórias nos mais variados gêneros que vão desde o cotidiano até o velho oeste, comédias, dramas, ficção científica, steampunk e muito mais.
Novo projeto em quadrinhos de Felipe Cagno, cineasta e autor de “Lost Kids: Buscando Samarkand”, uma das HQs de maior sucesso no Catarse, Cagno aposta mais uma vez no financiamento coletivo, e dessa vez em boa companhia, para mais um lançamento (http://catarse.me/pt/321FastComics).
Reunindo grandes nomes dos quadrinhos como Geraldo Borges, Cris Peter, Vitor Cafaggi, Marcelo Maiolo, Jheremy Raapack, Thony Silas, Carlos Ruas, Mario Cau, entre outros grandes feras, e roteiros mais diversos e criativos com participações especiais, Cagno elevou, e muito, a qualidade para seu segundo trabalho gráfico.
Buscando envolver os leitores e fãs desde o início, o projeto “321: Fast Comics” entra no Catarse ainda em produção:
“Quando o leitor acompanha todo o processo de criação e participa de sua viabilização, sente-se ainda mais responsável por ele, o carinho pelo projeto cresce e ele acaba por se tornar ainda mais interessante. Essa aproximação ‘autores-leitores’ é o que diferencia a HQ independente do produto em massa disponibilizado pelas grandes editoras. É a chance de acompanhar grandes profissionais no seu processo criativo de forma integral e interativa, é quase um passo a passo” — instiga Cagno.
Com um apoio de qualquer valor confirmado na página do Catarse, o apoiador recebe o convite para fazer parte do “321: The Secret Room”, um clube de assinantes que irá receber materiais especialmente preparados mostrando os bastidores da produção diretamente no e-mail além de informações exclusivas.
Para saber mais sobre o projeto “321: Fast Comics” e contribuir, acesse http://catarse.me/pt/321FastComics ou confira a página oficial no Facebook no link http://www.facebook.com/321FastComics

Confira algumas imagens que já estão no Facebook e provavelmente farão parte do livro.

Quadrinhos do Fundão – Lançamento de HQs Nacionais

Quadrinhos do Fundão – Lançamento de HQs Nacionais

Fala Galera, tudo certinho?
Hoje sou eu, Rike, que passarei a dica de quadrinhos!
Como todos sabem, somos grandes apoiadores de todo mercado nacional, seja quadrinhos, games, mobile, vídeos, comida e por ae vai. por isso a dica de hoje é o lançamento de dois HQs.
No dia 17/05/2014 a partir das 16:00, ocorrerá uma tarde de autórafos de dois HQs nacionais, “Revolta!” e “Blue e os Gatos” na Gibiteria em São Paulo.

Confira uma pequena introdução de cada edição e vá até lá (veja como chegar) prestigiar o mercado de quadrinhos nacional

Revolta, de André Caliman

André Caliman nasceu em 1986, em São Paulo. Radicado em Curitiba desde 2000, formou-se na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Após lançar diversas revistas independentes como Quadrinhópole, Avenida, Rua!, desenhou a série E.L.F. para editora americana Across The pond e a Graphic Novel Sequestro em Três Buracos para a editora brasileira QDComics. Atualmente, é professor de quadrinhos da Gibiteca de Curitiba. “Revolta!” é seu primeiro trabalho longo como roteirista e desenhista.

A HQ “Revolta!” é escrita e desenhada pelo quadrinista André Caliman.
Começou como uma série em capítulos, publicada mensalmente no blog. A HQ explora o tema da corrupção, colocando alguns personagens tipicamente curitibanos à frente de uma revolta popular regida pela indignação e vontade de agir. Com claras referências ao mundo real, a HQ tem o intuito de causar uma reflexão ao leitor quando pensa em política e seus conflitos.
Após ganhar um número grande de leitores no blog, o autor criou um projeto de financiamento coletivo na internet, o qual possibilitou a publicação do livro contendo a HQ completa.
O livro da HQ “REVOLTA!” tem 212 páginas, custa R$30,00 e pode ser comprado aqui.

Blue e os Gatos, de Paulo Kielwagen

Paulo Kielwagen é natural de Tremembé/SP, mudou-se com a família para Joinville/SC aos 8 anos. Aos 10 anos ganhou seu 1º concurso com um desenho que virou capa de caderno. Sua paixão por desenhos, quadrinhos e animações desde criança o levou a se formar em Design Gráfico (2006) e pós-graduar em Estratégia Corporativa (2008).
Dentre seus trabalhos estão o livro educativo Cineducação em Quadrinhos e as histórias em quadrinhos do Menino Caranguejo, que conquistou o Prêmio HQ MIx e Angelo Agostini como publicação independente em 2007.
Desenhando todos os dias, o designer, ilustrador e cartunista atualmente publica diariamente em seu site as tiras sobre o seu gato, Blue.

BLUE é um gato de personalidade marcante. Adotado em 2009, suas histórias foram concebidas no mesmo ano e são baseadas em eventos reais do seu cotidiano. Utilizando o bom humor e referências da cultura “POP” os personagens divertem todas as idades e gostos variados. Desde Agosto de 2012 as tiras são publicadas diariamente em seu site e Facebook.
O livro “BLUE e os gatos”, lançado ao público dia 15/11/2013 no FIQ (Festival internacional de Quadrinhos) em Belo Horizonte, contempla o primeiro ano das histórias publicadas.
Além das tiras, o livro conta com conteúdo inédito e a participação de artistas convidados que fizeram suas versões do personagem.
O livro da HQ “BLUE e os Gatos” tem 148 páginas, custa R$29,90 e pode ser comprado aqui.

E por hoje é só, dicas de quadrinhos, mandem pra gente
nerdsdofundao@nerdsdofundao.com.br

Se quiser falar comigo me procure no twitter @hdeodato!

[Quadrinhos do Fundão] Conheça os personagens de Capitão América! PT 1

[Quadrinhos do Fundão] Conheça os personagens de Capitão América! PT 1

Eae gente fina. tudo numa boa?

Com o novo filme do capitas chegando por aí em 10 de março, resolvi que vou partilhar de meus dotes quadrinisticos e lhes apresentar os personagens do filme, mas no contexto dos quadrinhos, não vou citar sagas nem acontecimentos da cronologia do personagem, só um resumão mesmo, mas recomendo a leitura.:D
Vocês vão notar que a diferença não é lá taaaaaão grande assim entre as duas mídias, o que faz com que o filme seja um bom exemplo de que muita coisa dos quadrinhos pode ser usada sim para outros públicos.
Chega de embromação e simbóra pros personagens.
Atributos Físicos 
Altura: 6’2 “
Peso: 240 lbs. 
Olhos: Azul 
Cabelo: Loiros 
Identidade: publicamente conhecido 
Ocupação: “Cop Top” da América, aventureiro, o ex-artista de obras públicas, agente especial da SHIELD, ilustrador freelancer, policial, professor de história, soldado.
Cidadania: E.U.A. 
Local de Nascimento: Manhattan, Nova York City. 
Educação: Ensino médio completo; um ano de escola de arte, a formação básica militar; ginástica, estratégia militar, pilotagem, demolição e outras disciplinas 
Estado Civil: Solteiro 
Parentes conhecidos: Steven Rogers (antepassado, falecido), Joseph e Sarah Rogers (pais, falecido)
ORIGEM
Com o surgimento da Segunda Guerra mundial na Europa, um jovem patriota americano chamado Steve Rogers decidiu se juntar ao exército de seu país, porém o cara era só o pózinho da paçoca, muito magro e com aparente saúde debilitada, logo seu alistamento foi negado. No entanto foi com essa rejeição que o doutor Abraham Erskine, ofereceu uma chance única para Steve, oferecer seu físico debilitado para um projeto secreto dos Estados Unidos, chamado de “Renascer”,  que visava aprimorar o corpo dos cadetes para então formar um exército de Super-soldados.
O experimento deu certo e Steve Rogers ganhou velocidade, força, flexibilidade, resistência e agilidade em níveis quase sobre-humanos. Porém assim que ganhou seus novos “poderes”, o doutor Abraham foi assassinado pelos agentes do exército do “Eixo”.

Sendo assim Steve Rogers foi o único homen a receber o soro do Super-Soldado e então começou a atuar na guerra como o Capitão América, seu uniforme foi criado afim de levantar a moral das tropas americanas naquele período tão conturbado contra os nazistas.

Fez parte do primeiro super grupo chamado “Os invasores”, formado por Namor, Tocha-Humana (original) e Bucky, seu parceiro mirim.
Com a guerra praticamente vencida pelo lado dos “alidados”, Barão zemo, um dos primeiros inimigos do Capitas, lança um Míssil contra uma região de cheia de civis e ao tentar desamar o míssil, Capitão e Bucky supostamente morrem, Bucky com a explosão e o Capitão América caindo no mar ártico.
Até que 50 anos depois é achado por Namor, e se reúne como líder aos Vingadores, posto que ocupa até hoje.
Poderes e Habilidades
O soro do super-soldado lhe conferiu super força, agilidade e juventude prolongada,Capitão América é praticamente imune a maioria das doenças comuns e a fadiga.
É um mestre de um pequeno número de artes marciais e desenvolveu seu próprio estilo de luta – que mescla jujitsu, boxe , judô, karatê e pontos de pressão.
Além do ser um ótimo estrategista, consegue abater vários oponentes com um único lançamento de seu escudo, calculando os ricochetes.
Seu escudo é feito de Vibranium, um material encontrado somente em Wakanda que expele todo tipo de impacto e com uma liga de Adamantium.

características 
Altura: 5 “7 
Peso: 131 lbs (60 kg) 
Cor dos olhos: Azul 
Cor do cabelo: cor natural do cabelo de Natasha é desconhecida, mas durante seus primeiros dias como um agente soviético ela muitas vezes tingia de preto. Ela tingiu de diversas outras cores dependendo de suas missões. 
Cidadania: Residente nos Estados Unidos sob visto prorrogado, anteriormente russo 
Local de Nascimento: Volgograd, Rússia (formalmente Stalingrado, URSS na época de seu nascimento) 
Estado civil: Viúva negra, atualmente em um relacionamento com Bucky Barnes.
Educação: Graduada em seu treinamento intensivo de espionagem através Red Room Academy 
Ocupação: Aventureira, agente de inteligência, ex-bailarina, ex-professora, Estilista de Moda 
Parentes conhecidos: Ivan Petrovitch (pai adoptivo), Vindiktor (irmão mais velho presumido, falecido), Alexei Shostakov (Red Guardian, Ronin, ex-marido), Nikolai (marido, falecido), Rose (filha, falecida ).
ORIGEM
Natasha Romanova, Natalia, Natalie Rushman ou Natasha Romanov, são os nomes da conhecida espiã Viuva Negra, ela nasceu por volta de 1928 e em sua infância foi criado por um soldado russo, Ivan Petrovich Bezukhov, depois que ela ficou órfã quando soldados inimigos atacaram Stalingrado. Para salvar a vida de Ivan, ela aceitou um lugar na secreta “Sala Vermelha”. Experimentos foram feitos em seu corpo, lhe proporcionando Juventude prolongada e habilidades Sobre-humanas, para garantir sua lealdade para com a União Soviética, Natasha passou por vários implantes cerebrais. 
Esses implantes duraram um certo tempo, sendo que a primeira aparição da Viuva Negra foi como vilã, tentando roubar os projetos de Tony Stark para a KGB.
Já se envolveu com diversos outros heróis e foi presença frequente na revista do Demolidor, após um término conturbado, se aliou a S.H.I.E.L.D  e logo se juntou aos Vingadores.
Atualmente faz parte de duas equipes Os Vingadores Secretos liderados por Maria Hill e Os Vingadores liderados pelo Capitão América.
Provavelmente a Viuva Negra conhece todos os segredos tanto das agências de defesa do mundo Marvel como o passado obscuro de alguns personagens, como Wolverine e Nick Fury.
Poderes e Habilidades
Os soro injetada em Natasha da quase as mesmas habilidades do Capitão América só que em uma escala menor. Além de experiente Hacker e acrobata, poliglota e mestre em diversas artes marciais, Natasha também possui dois braceletes que emitem uma explosão elétrica potente com cerca de 30.000 volts, seu uniforme que adere a qualquer superfície e um “cinto de utilidades”, com as mais diversas parafernálias.

Atributos Físicos 
Altura: 6’2 “
Peso: 240 lbs. 
Olhos: Castanho escuro 
Cabelo: Negros
Identidade: publicamente conhecido 
Ocupação: ” 
Cidadania: E.U.A. 
Local de Nascimento: Manhattan, Nova York.  
Educação: Ensino médio completo; Teologia, a formação básica militar, ginástica, estratégia militar, pilotagem, demolição e outras disciplinas. 
Estado Civil: Solteiro 
Parentes conhecidos: Paul e Darlene Wilson (pais, falecido),  Sarah Wilson (irmã mais velha)
Origem
Desde de cedo Sam Wilson, descobriu que sempre teve afinidade com aves, nascido em Nova York, possuia o maior pombal de Harlem fazendo disso seu hobbie. Desde muito cedo já lidou com o preconceito por conta de sua cor.
Aos 16 anos Sam se revoltou com os pais por conta de crenças religiosas, mas ao contrário do que todos pensam, seu pai não o repreendeu, lhe deu livros sobre diferentes religiões e teologia comparativa. Na noite seguinte , no entanto , o pai de Sam é morto tentando apartar uma briga de bairro. Dois anos mais tarde, sua mãe é baleada e morta por um assaltante em um quarteirão próximo de seu apartamento.
Anos mais tarde em sua viagem para o Rio de Janeiro, lá conhece o Caveira Vermelha, que com o cubo cósmico lhe confere telepatia com aves (criando seu elo com o falcão que apelidou de Asa Vermelha)  e trás a tona o lado rancoroso de sua personalidade, agindo então como o vilão Snap.
 Lutando contra o Capitão América, foi liberto da lavagem cerebral e meio que virou o Side-kick do Capitão, onde aprendeu todas as suas técnicas de combate e guerilha.
Após uma missão em que ajudou o Pantera Negra, Sam ganhou um traje com suas asas, que utiliza até hoje, e assim como a maioria dos heróis já integrou tanto a S.H.I.E.L.D como os Vingadores.
Poderes e Habilidades
Além de eximio lutador, Sam Wilson possui grande facilidade em voar com suas asas, habilidades essas que o fizeram como o melhor combatente aéreo da Marvel, sua visão também é aprimorada, fazendo com que exergue em 360 graus como um falcão,suas asas são feitas de uma leve liga de Vibranium, suportando pequenos projéteis se for ataca. Além disso possui ligação telepática com qualquer tipo de ave.

Se eu falei alguma groselha ou vcs gostariam de saber mais sobre esses personagens deixe no comentário e é isso ai gente linda, semana que vem tem mais.

bjus me liga.


[Quadrinhos do fundão] Ilustra! Conheçam Rattart!!!

[Quadrinhos do fundão] Ilustra! Conheçam Rattart!!!

Eae gente fina tudo bem?
Ué cade o Xina Gamer? Relaxem, o Xina esta na sua empreitada conquistando o mundo capitalista, mas a sessão volta semana que vem. Enquanto isso, gostaria de apresentar para vocês as artes supadupafodas de Rafael Fernandes, vulgo Rattart.

Eu não costumo babar muito o ovo para ilustradores mentira, mas esse em cara em especial tive o privilégio de conhecer e estudar design junto com ele, e nisso pude acompanhar a evolução de seus traços e técnicas, sempre procurando alguma forma de aprimorar suas ilustrações, nerd gente fina, não cansa de fazer ilustrações sobre filmes e quadrinhos. 😀
Na boa o cara é muito monstro, mas vou parar de lambeção, vejam um pouco do trabalho do cara, abaixo.
Para ver mais do ilustras do cara visitem sua fanpage AQUI!.

E é isso cambada, se tiverem mais indicações de ilustradores fodas que nem o Rattart, manda o link pra nós nos comentários.
Até a próxima e falow!!!
Quadrinhos do Fundão – Resenha- Robocop Na estrada/Road Trip #1

Quadrinhos do Fundão – Resenha- Robocop Na estrada/Road Trip #1

Salve gente linda!!!
Aqui é o garu (mas você pode me chamar de Murphy), e como vocês já sabem  estamos na semana temática ROBOCOP, e como não poderia deixar de faltar, o policial robô mais famoso do mundo não gerou somente filmes, deu origem também a seriado, animações, bonequinhos e … advinha… quadrinhos!
Sim e esse em especial é uma série que conta a continuidade do personagem a partir do primeiro filme, ou seja, ignora totalmente os filmes que o Frank Miller meteu o dedo, tornando assim um Elseworld do universo do Robocop.

Lançado em 2011 pela Editora Dynamite, escrito por Rob Williams e ilustrado por Unai de Zararte, com capas feita pelo Brasileiro Fabiano Neves. O primeiro já é conhecido da editora pelo crossover Robocop/ Trerminator: kill Human, mas afirma que a série não tem ligação com esse arco atual.



Resenha:
A hq começa começa com uma cena incomum aos fãs, mostrando Alex Murphy na infância, indagando ao seu pai que, já que estava de férias, deveria  fazer algo mais do que ficar a deriva numa lagoa esperando algum peixe fisgar a isca, isso é apenas uma lembrança que Robocop estava tendo. Voltando a realidade Murphy é indagado por Clarence e um derretido Antonowsky  sobre o que se passa na cabeça do policial
que estava prestes a aplicar um enquadro em bandidos  como de costume.
Ele dá voz de prisão, afimando que ele e seus companheiros vão meter bala caso os bandidos não se redam, mas os bandidos afirmam que Robocop está sozinho (?) e não entendem o porque ele falou no plural.

Então Murphy é surpreendido com um soco na cara por um outro Robocop de cor dourada, e esse nada mais é do que o antigo presidente da OCP, O Velho, afirmando que deseja o corpo robótico de Alex, o mesmo acha que aquilo seria uma ilusão assim como Clarence e Antonowsky, mas de repente, a oficial Lewis alerta, sentada em uma poltrona (?²) que este Robocop dourado não é ilusão coisa alguma.

Tretas e explosões, Robocop derrota o sósia, que nada mais era do que um robô controlado por acesso remoto, e logo a situação é posta no jogo. Sem as autoridades de Detroit, Robocop e os policiais restantes pretendem sair da cidade para pedir ajuda do governo dos EUA (por isso “Na estrada”),  que sua ronda nada mais era do que uma tentativa de contato por rádio.
A Detroit de Robocop se estava ruim antes,  agora virou uma catástrofe completa, a OCP dominou  a cidade tal qual uma milícia e

cortou todo o tipo de tecnologia para a maioria da população da cidade, e todos que se opõe são exterminados, sendo assim Robocop se tornou um renegado revolucionário, jutamente com todos os policiais restantes , que assim como ele se opõe ao regime da OCP.
Robocop reporta o que houve para o sargento da polícia e quando indagado sobre o paradeiro da oficial Lewis, com pesar informa que ela está morta (admito me bateu uma bad nessa hora), após contar o ocorrido, o general pergunta se há algo mais que Murphy deva informar antes dos mesmos partirem de Detroit, uma vez que não coseguiram contato via rádio, mas ele não conta que nos últimos dias percebeu que está perdendo a sanidade e vendo pessoas que morreram se envolvendo com ele de alguma maneira. A Hq se encerra com  a executiva Edwina, planejando capturar Robocop para seus própios interesses e para isso vai liberar para caça os novos modelos da OCP, robôs baseados em animais.

Conclusão:

É um arco interessante, a idéia de uma continuidade alternativa para a série clássica é bem chamativa.
Os desenhos de Unai de Zararte são medianos as vezes caindo claramente nos erros de anatomia, mas devemos lembrar que a Dynamite não é uma grande editora como Marvel e DC que possuí desenhistas “super stars”. 
O mais legal é que o roteiro de Rob Williams respeita totalmente a premissa do primeiro filme, com as cenas do noticiário e de toda a crítica social que o filme de Verhoeven aborda. 
Como a cena que descreve um debate sobre a população de Detroit passar fome e que isso é bom para a taxa de colesterol ou que um ED209 foi vendido para um time de futebol americano e isso não é nada absurdo.
Vemos um Murphy igual ao do filme, com movimentação limitada e os trejeitos duros da série clássica, e a cena de combate entre os dois Robocops é quase dígna de ser levada para as telas.
O fato de já terem ido tão adiante na cronologia pós-filme é um ponto interessante a ser trabalhado, uma vez que dá manga para vários acontecimentos, eu senti como se tivesse pego o filme pela metade, mas não de forma negativa, ele me aguçou de uma maneira que vou procurar assistir o primeiro filme denovo e fazer as associações que o quadrinho me propõe.
Mas além dos desenhos medianos, essa pegada de “ja devo conhecer” que pode ser uma grande falha para a hq, porque ele trabalha de uma forma de fã pra fã, se você não conhece o personagem, você não vai entender absolutamente nada, portanto assista o filme!
Para uma primeira edição é satisfatório, o personagem é apresentado e o leitor é bem  situado no contexto do enredo, até fica um gostinho de “quero mais”.
Infelizmente este quadrinho não foi lançado no Brasil AINDA, sendo assim, procurem  que vale a pena a leitura, é simples e descompromissada  e talvez seja mais interessante do que aquela  versão feita pelo Frank Miller.

Bom galera essas foram as minhas impressões ce você leu o quadrinho ou não, deixe sua opinão nos comentários e não se esqueça que ainda estamos na “Semana Robocop”, fique de olho que vem mais coisa por aí.

Quadrinhos do Fundão – Os melhores (ou piores) vilões dos quadrinhos Parte2

Quadrinhos do Fundão – Os melhores (ou piores) vilões dos quadrinhos Parte2

Hey gente boa, tudo bem?
Voltando então aquela lista marota dos piores vilões, os mais desgraçados, ruins que até tricam a cara de tanta maldade.Na minha pesquisa pra matéria, reparei que a maioria dos vilões são “doutores”, será que tem algo a ver o seu nível acadêmico com o grau de maldade?
Na realidade, não sei, foi um devaneio de merda meu, enfim vamos a continuação da lista! o/

Plutoniano


Imagine o seguinte: Você veio de um planeta que explodiu, foi criado por uma humana que desconhece sua origem e suas capacidades físicas, você também não sabe nada sobre si mesmo, a não ser que seus poderes podem machucar pessoas e que isso te faz ir para vários lares adotivos e vêr o quanto a raça humana é podre. Aí um belo dia pra compensar tudo isso você vira um herói querido, super poderoso e bondoso… mas aí você surta e vira o maior genocida da terra, deixando toda a população global a beira do declínio.
Eis que temos o Plutoniano, um Superman as avessas, toda a moral vai por água abaixo com esse vilão e isso inclui, matar seus colegas de equipe e suas famílias, forçar um casal a simular um estupro e dizimar metade da população terrestre somente por prazer. 😛
Para derrotar esse cara, foram necessários todos os heróis e vilões restantes da terra.
Seus poderes são os mesmos do Superman, força e agilidade extrema, visão de calor e etc.

Mxyzptlk


Eita nome difícil da preula, esse personagem apareceu em várias histórias do Superman, é difícil descrever se ele é mal de fato, uma vez que ele só faz o que quer, seja ajudando ou não, mas na maioria das vezes é simplesmente para pregar uma peça no Super, já chegou a oferecer metade dos seus poderes ao coringa, criando assim o mundo Bizarro.
Uma história interessante com esse personagem foi criada por Alan Moore, onde alguns vilões do Superman o atacam em conjunto, resultando na morte de pessoas queridas do herói e consequentemente no fim de sua carreira, o grande ápice é que o plano para tudo isso acontecer veio de Mxyzptlk que explica que fez aquilo somente porquê estava entediado e que nada mais fazia sentido para sua própria eternidade.
Curiosamente para derrota-lo é necessario que o mesmo pronuncie seu próprio nome.
Seus poderes são infinitos, o cara dobra realidades de maneira absurda, e sua magia é extremamente letal para o Superman.


Pinguim


Osvald Chesterfield Cobblepot, é o nome desse baixinho feio e atarracado que desde criança sofreu chacota pelo seu aspecto, mas não se engane com essa aparência estranha, ele é um dos vilões mais embaçados do Batman.
Em suas primeira aparições ele cometia crimes que envolviam latrocinio, porém com o passar do tempo seus crimes foram “suavizados” para apenas roubo, sequestro e lavagem de dinheiro.
Aí que está a grande sacada desse personagem, hoje ele é dono de uma casa noturna chamada Iceberg, e é lá onde rolam os encontros de todos os mafiosos de Gotham e onde todas as ações criminosas do Pinguim são planejadas. ele praticamente faz os capital da cidade girar.
Se o poder de Bruce Wayne é o dinheiro o do Pinguim também,ele praticamente faz os capital da cidade girar. É um dos poucos personagens que o Batman não consegue manter de fato na cadeia, sempre dá um jeito de molhar as mãos certas para se safar de seus crimes.
Não possui poder algum, somente seu guarda-chuva que pode ser uma arma de fogo ou projetar uma estaca de ferro.

Barracuda


Esse personagem nunca teve seu nome real revelado, de origem pobre, desde cedo barracuda foi torturado por seu pai, simplesmente para entender como o mundo é cruel. Foi parar em um reformatório onde cegou e castrou outros dois delinquentes, sendo notado por um coronel, acabou entrando pro exército, onde fez das forças especiais como Boina verde.
Frio e duro na queda, ele acabou caindo nas graças de profissão de mercenário, e acabou sendo contratado para treinar o filho de um mafioso, mas tudo isso não passou de uma grande armação para se tornar chefe do tráfico da região.
Muito habilidoso com todo tipo de armamentos de fogo e armas brancas, foi um oponente a altura do Justiceiro, dando uma surra lazarenta nele num primeiro embate, que só conseguiu vencer jogando o vilão aos tubarões, mas mesmo assim ele não morreu.

Mercenário.




Pouco se sabe sobre a origem desse personagem, além de que ele ateou fogo na casa onde marava, apenas para matar se pai. e que seu nome seja Leonard ou Benjamin Poindexter.
Sádico e sanguinário, Mercenário tem um afixação doentia pelo Demolidor, sempre que pode ele o desafia para um combate de vida ou morte e é capaz de quaisquer meios para conseguir esses duelos, ja matou duas namoradas do herói, Elektra e Karen Page, já se associou ao Rei do Crime, e a Normam Osborn, matou mais de 100 pessoas em uma explosão somente para chamar a atenção do Demolidor.
Suas maior habilidade vem de sua mira precisa, tentou carreira no basebol, mas depois de ter matado o rebatedor em campo com a bola, sentiu que ali não era seu lugar, trabalhando então como um dos mercenários mais mortais do mundo, sendo esse um dos motivos dele ter sido recrutado por Normam para surrupiar o  manto do Gavião Arqueiro nos Vingadores Sombrios.
Dinheiro e o desejo de matar o Demolidor são o que movem esse personagem.

Então é isso galera, espero que tenham gostado, se acham que mais algum vilão poderia ser encaixado nessa lista, deixe nos comentários
Um beijo no coração e falow!