Cantinho do Seráfa – Mais quadrinhos nacionais !

Cantinho do Seráfa –  Mais quadrinhos nacionais !

Começou o ano e eu voltei! Tenho tanta coisa atrasada que nem sabia por onde começar, por isso eu resolvi iniciar o ano com uma indicação tripla!!! Serão 2 quadrinhos nacionais adquiridos na Ugra Zine Fest e CCXP, mais um especialmente entregue a min!

Porem antes de iniciar, gostaria de dizer que provavelmente eu continuarei escrevendo sobre quadrinhos nacionais, mas eu recebi algumas mensagens de leitores dizendo que estão com saudades das minhas dicas e listas malucas. Para estas pessoas eu digo, aguarde e confie!

Ultima informação sobre as indicações de hoje, é que são todas leituras muito rápidas, ideais para uma fila de mercado ou uma cagadinha. Livretos rápidos e que cabem no seu bolso!

The Concept

conceptTemos aqui uma ótima HQ, e uma grande frustração pessoal…

Explico:

Quando eu era pequenino do tamanho de um botão, aprendendo a leitura da linguá inglesa, me ocorreu o seguinte pensamento – E se eu desenhasse quadrinhos das minhas musicas favoritas…

Nunca aconteceu. Aos poucos você para de treinar e seu traço fica cada dia pior, então finalmente você desiste de produzir e fica só na leitura mesmo.

Claro que não é algo totalmente original, mas Fábio Lyra consegue traduzir de maneira muto fidedigna todo o clima da canção escolhida, porem, antes de mais nada, vamos ao projeto:

Traduzir canções em forma de quadrinho, essa é a ideia do Clube do Single. Então tal qual os singles musicais, os singles em quadrinhos serão curtos, com poucas paginas e que tem como intenção, transmitir aquela sensação e sentimentos de escutar aquela nossa musica favorita.

No primeiro single The concept, temos o som da banda Teenage Fanclub ilustrado,  as eu deixo com a palavra o próprio autor, para uma descrição mais embasada:

“The Concept é a música que abre, em grande estilo, o clássico álbum Bandwagonesque, do quarteto escocês Teenage Fanclub – banda preferida do autor. Ela foi escrita por Norman Blake e lançada como compacto 7” em Outubro de 1991 pela Creation Records, chegando ao top 20 da parada Modern Rock Tracks no Reino Unido.”

Eu não conhecia muito bem Teenage Fanclub, mas graças ao quadrinho, posso dizer que sou mais um dos conquistados pelo bom rock alternativo da banda.

Vamos ao quadrinho!

Eu escutei o som enquanto lia o quadrinho e depois prestei a atenção na letra para ver se ela de fato tinha alguma relação com a historia contada.
E na verdade não achei que muita relação sobre a letra e o quadrinho, porem o clima de melancolia, e toques dos roles nos centros de rock sempre tão iguais nas capitais deste Brasil de meu Deus, realmente remetem ao estilo do som.

A historia é simples, um evento corriqueiro depois de uma noite meia boca(que me lembram minhas andanças nas madrugadas de São Paulo a uns anos atrás), mas com uma narrativa muito boa e fluida no quadro a quadro, transformam esse simples evento em uma experiencia muito bonita e sincera, e te da vontade de ter vivido aquela historia.

O Traço simples preto e branco, valoriza muito os personagens e suas expressões, o que é totalmente condizente com a proposta do quadrinho. Em fim, quadrinho muito bom e muito bem pensado. Até seu formato lembra muito uma capa de CD, o que eu achei Xenial!

The concept – Fábio Lyra

Formato: 16 x 16 cm Páginas: 16
Editora: Beleléu
Preço: 15,00 conto

Você pode comprar aqui!
Ver mais trabalhos do cara em: http://www.lyra.50webs.com  ou ainda falar com ele em lyrarocks@gmail.com E a musica original

Make Good Art

makegoodartEste é o quadrinho que me foi entregue como um presente de até logo de uma grande amiga, por isso eu vou pegar leve nos comentários…hehehe… Mentira!

Na verdade eu super-amei o trabalho dela!

Mas vou iniciar pela parte que me incomoda. Me sinto realmente incomodado quando leio algo muito autobiográfico.

Explico:

Sempre que leio algo muito pessoal, me sinto um fuxiqueiro, um língua preta, um zé fofoca, ou como diria minha maldosa vovó, um apresentado. É como se a pessoa que escreveu, estivesse compartilhado um segredo com alguém e eu descobri por curiosidade de maneira ilícita…

Mas tirando esse ponto, eu posso dizer que Katsumi Gushiken sabe transmitir sentimentos como ninguém através de sua arte, e que eu fiquei realmente impressionado com a variedade de estilos e formas que ela utiliza em seu zine para tal.

De tirinhas a pin ups, podemos viajar pelos anseios e dúvidas do ser, e refletir sobre esses sentimentos e emoções bem comuns que afligem, afligiram ou afligirão a todos em algum momento de suas vidas.

É o que eu chamo leitura certa!

Make Good Art – Katsumi Gushiken

Formato: 10,5 x 15 cm
Páginas: 16
Editora: Independente
Preço: só os escolhidos podem ter…

Para mais trabalhos da autora vá até http://www.katsumi-gushiken.com/ Também pode ler esse zine e outros trabalhos em https://www.facebook.com/makegoodart1 Ou ainda escreva para ela katsumi.gushiken@gmail.com

Pensamentos Babacas

Pensamentos_Babacas_aEntão como ultima indicação de quadrinhos nacionais de hoje, vamos a uma compra que foi motivada pela paixão e empolgação do momento…
Sabe como é, CCXP, bolso cheio de dinheiro, uma mulézinha vendendo quadrinhos… IUAHIOUAHIAHAIUH  

Sem brincadeiras agora, eu comprei apenas quadrinhos nacionais no evento, e essa foi uma compra feita graças as presenças carismáticas dos envolvidos. Senhor Leo Finocchi, e a própria Marília Bruno… Mas isso caberia melhor em um Podcast…

 

De qualquer maneira, sobre o quadrinho…

A primeira coisa que eu posso dizer é que não se trata exatamente de um quadrinho, uma vez que quadros não exstem na publicação  se parece mais uma compilação de charges autobiográficas.

E mais uma vez eu me senti mal lendo, pois como na indicação anterior, eu sofro com o problema de descobrir sobre a vida vida dos outros através da leitura.

Pensamentos Babacas então…

Os pensamentos revelados são em sua maioria engraçadinhos e bobos, os desenhos são muito fofinhos, e me remeteram aos clássicos da cartoon network com toque de mangá.

A arte é tão bonitinha que me deu vontade de comer o quadrinho. E essa fofura é o que forma o contraste entre pensamentos e desenho, uma vez que nem tudo que pensamos de forma babaca é bobinho e divertido.

O papel para capa e paginas foi escolhido de maneira muito assertiva e foi uma das compras de maior qualidade na ccxp.

 

Finalizando,

Confesso que me identifiquei com alguns dos pensamentos, senti um pouco de vergonha de algumas coisas que li e que também falo muito sozinho…

Pensamentos Babacas – Marília Bruno

Formato: 10 x 15 cm
Páginas: 78
Editora: Independente
Preço: 7,00 Merreis ( Muito balato!) ou 10,00 na mão da autora na CCXP…

Para mais trabalhos e contatos com Marília https://www.behance.net/mariliabruno

 

Bom gente é isso, então não encarem isso como adeus mais sim como um até logo …

 

ps: resolvi parar de revisar meus textos, então se achar algum erro muito grave, comente ai e me chame de burro.

Share This